Doping

Atletas que usaram drogas: conheça 3 casos de superação

agosto 28, 2019
Tempo de leitura 4 min

Parece contraditório associar o uso de substâncias químicas e ilícitas ao esporte, não é mesmo? No entanto, existem muitos casos de atletas que usaram drogas em algum momento da carreira profissional, e por diferentes motivos, mas obtiveram sucesso na trajetória para superação.

Fique sabendo que o envolvimento com drogas no meio esportivo é mais comum do que se imagina. Existem histórias de superação do uso de drogas e de reinserção social que inspiram a retomada de uma vida sem o abuso de cocaína, medicações ou qualquer que seja a substância.

Para você saber um pouco mais sobre isso, acompanhe, neste post, exemplos de atletas que se envolveram com drogas ou com situações de doping, conseguiram superar e dar a volta por cima. Confira!

Casos de superação

Drogas no meio artístico, familiar, entre amigos. Não importa o contexto: o uso de substâncias químicas sempre é perigoso e comprometedor. No esporte, não é diferente.

Os motivos que levam atletas a se envolverem com drogas são muitos. As questões sociais — como status no meio o qual ele vive e pessoas próximas com influências duvidosas — contribuem para que o interesse pela substância apareça.

Ainda, desequilíbrios emocionais, também, abrem brechas para o uso de drogas, como casos de depressão e situações de perda ou de sucesso.

Cada pessoa tem seus gatilhos e encara a situação de diferente forma. Aqueles que escolhem dar a volta por cima têm a chance de recuperar sua carreira profissional, que em casos de abuso de drogas, sofre grande impacto.

Para este post, serão apresentados 3 casos de atletas e pessoas relacionadas com o esporte que caíram nas drogas, superaram e tiveram conquistas.

1. Maurren Maggi

Foi no ano de 2004 que a vida da atleta Mauren Maggi estremeceu. A saltadora e velocista brasileira foi apontada no exame antidoping, realizado em competições esportivas.

Na ocasião, o teste acusou a presença de clostebol no sangue da atleta olímpica. Para argumentar a situação, Mauren alegou que a substância faz parte da composição de um creme cicatrizante aplicado na sua pele após uma sessão de depilação.

Por mais que as explicações fossem feitas, Mauren foi suspensa de competições durante dois anos. Em 2006, ela voltou para o esporte e, como resultado, no ano seguinte, arrematou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos.

E os marcos, entretanto, no retorno da atleta não param. Em 2008, Maurren alcançou o primeiro lugar nos Jogos Olímpicos, realizados em Pequim.

2. Giba

O atleta é um dos mais reconhecidos do voleibol brasileiro. As conquistas de Giba no esporte foram muitas, como: medalha de ouro olímpico de 2004, em Atenas; medalha de prata em Pequim 2008 e Londres 2012. Um currículo bastante interessante, certo?

No entanto, não é só de preparação física que se faz um atleta. As condições emocionais, também, são fundamentais. Devido o término do seu casamento e um hipertireoidismo, Giba foi flagrado no teste de doping por uso de maconha.

A situação levou o jogador a ficar suspenso, como resultado parte do seu salário foi destinado para projetos e instituições que auxiliam dependentes químicos.

Após o doping, Giba se recuperou e emplacou 6 vezes o título de melhor jogador de vôlei do mundo.

3. Dinei

Mais comum do que se pensa, alguns jogadores de futebol usam drogas, independentemente da situação. Nos anos 90, Dinei foi mais um dos atletas que usaram substâncias identificadas no teste antidoping, a cocaína. Após o ocorrido, o ex-atleta afirmou que cocaína não tinha sido sua única experiência com substâncias químicas e já tinha consumido outras drogas.

Como forma de punição, Dinei foi suspenso por quase um ano do esporte. Mas em 1998 ele virou o jogo: voltou para o esporte e colaborou para que o Corinthians fosse campeão brasileiro. Ainda, no ano seguinte, o jogador repetiu a situação, auxiliando o time a levar mais um título brasileiro para casa.

E você, percebeu como existem casos de atletas que fizeram uso de drogas e como é possível dar a volta por cima? Ainda que, aparentemente haja motivo, as drogas nunca serão o melhor caminho para quem quer ter conquistas no meio esportivo. Mais importante, procurar por clínicas de tratamento para usuários de drogas pode ser uma solução.

Gostou deste conteúdo? Então, compartilhe-o nas suas redes sociais!

Entre em contato com nosso escritório que daremos todas as informações para sanar suas dúvidas!

(11) 2403-3180
(11) 97053-3654 WHATSAPP

Site Oficial: http://www.advocaciamariapessoa.com.br/index.php

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário