Direito Desportivo

Entenda a função do árbitro de vídeo e seus direitos

junho 6, 2019
árbitro de vídeo
Tempo de leitura 3 min

A tecnologia cresceu nesta última década, e com ela vieram muitos benefícios. Um deles é o árbitro de vídeos, que prioriza a revisão de lances buscando a justiça entre as jogadas.

Pensando nesse novo assunto, neste artigo, vamos explicar sobre as funções do árbitro de vídeo e os seus direitos. Continue a leitura!

Como surgiu o VAR?

Na última Copa do Mundo, na Rússia, a Fifa (Federação Internacional de Futebol) implementou um sistema eletrônico chamado VAR (Video Assistant Referee), conhecido no Brasil como árbitro de vídeo.

Qual é o objetivo do VAR?

O VAR tem o objetivo de ajudar o árbitro que fica no meio do campo (árbitro principal), tomando as decisões de lances e atitudes duvidosas.

Portanto, esse sistema é gerenciado por uma equipe de juízes e ex-juízes de futebol. Os juízes ficam no meio do campo analisando a situação, e os ex-juízes ficam em uma sala com vários monitores de TV, atentos durante toda a partida.

Essa equipe conta com o auxílio de técnicos de vídeo para analisar os melhores ângulos do lance em dúvida, solicitando a revisão da jogada para suas conclusões.

Após os técnicos ampliarem o vídeo duvidoso, os árbitros analisam o vídeo e informam ao árbitro principal para rever o lance. Esse monitor de TV para revisão de jogadas fica na parte de fora do campo, apenas aguardando o juiz do campo para tomar a decisão.

Powered by Rock Convert

A regra é o árbitro central pedir a revisão do lance fazendo gestos. O primeiro deles é colocar uma das mãos sobre a escuta no ouvido para indicar que está conversando com os VAR. Após entender que precisa realmente analisar o lance, o árbitro principal faz um desenho de um retângulo com as mãos, para definir que devem pausar o tempo para ele analisar o lance duvidoso.

Sempre será um posicionamento em conjunto entre todos os árbitros, tanto o principal quando os ex- árbitros que revisam os lances. Assim, é um trabalho em equipe objetivando a justiça entre as partidas. Lembrando que quem tem a decisão final sobre o lance é o arbitro principal.

Para a Fifa, o VAR somente é utilizado em momentos decisivos, que não foram claros para o juiz principal e para os seus assistentes na margem do campo devido à rapidez das jogadas.

Quis são os direitos dos profissionais envolvidos no árbitro de vídeo?

Os árbitros de futebol são profissionais desportivos e têm seus direitos garantidos por lei. Eles julgam os conflitos nos jogos com a intenção de eliminar possíveis controvérsias.

Qualquer pessoa com mais de 18 anos e em perfeitas condições físicas e mentais pode exercer essa profissão. A Lei de Arbitragem (lei nº 9307/93) não cria barreiras para o exercício da função de árbitro.

Por fim, no caso do VAR, como é algo novo e moderno, vem acompanhado de desacordos. Em uma competição de grande porte, como a Copa do Mundo, a remuneração do árbitro e o desempenho no trabalho são altos, com grandes exigências, ou seja, os níveis de impedimentos jurídicos poderão ser maiores.

No entanto, a profissão de árbitro é sempre rodeada de divergências. Sendo assim, é necessário um advogado especializado na área desportiva para a defesa em caso de descordo.

Logo, conforme este artigo, o árbitro de vídeo é importante para as partidas terem um final justo. Foi pensando nisso que explicamos a função dos árbitros de vídeo e seus direitos. Gostou do assunto? Assine nossa newsletter para saber mais.

Contato EspecialistaPowered by Rock Convert

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário