Direito Desportivo

Vale a pena jogar futebol no Qatar? Como fazer?

novembro 17, 2020
jogar futebol no Qatar
Compartilhe este conteúdo

O mercado árabe já está consolidado como um importante local para os brasileiros. Por isso, jogar futebol no Qatar é o objetivo de muitos atletas no país.

Dessa forma, é possível se dar bem ao jogar futebol no Qatar, desde que você tenha a orientação certa. Confira o post para entender o que isso significa!

A história do futebol catari

A história do futebol do Qatar é rica (literalmente) quando o assunto é grandes craques. Só que isso tudo se desenvolveu num passado recente. Assim, jogar futebol no Qatar é quase uma novidade das novas gerações.

Por exemplo, há quase 20 anos, em 2003, um marco foi a contratação de Guardiola no Al-Ahli, ainda como jogador na época. Depois, outras contratações suntuosas ocorreram, como a de Romário, pelo Al-Sadd, que rendeu ao atacante 1,5 milhão de dólares por três partidas apenas.

No entanto, engana-se quem pensa que somente os grandes craques são visados pelos clubes da região. Pelo contrário, eles estão abertos também a novos jogadores – ainda que, claro, não paguem as mesmas quantias.

Inclusive, vale ressaltar que o Qatar tem investido tanto em futebol que é até mesmo a sede da próxima Copa do Mundo, em 2022. Isso é, antes de tudo, o resultado de um trabalho que já vem sendo desenvolvido a muito tempo.

Conheça os brasileiros no país

Hoje em dia, os brasileiros são muito bem-vindos no futebol do Qatar. Os cataris gostam tanto do futebol sul-americano, aliás, que até conseguiram um convite para participar da Copa América de 2019.

Alguns jogadores, no entanto, se destacam por estarem no país e por terem destaque ao jogar futebol no Qatar. Entre eles, estão, por exemplo:

  • Dudu, atacante ex-Palmeiras e atualmente no Al Duhail
  • Kayke, atacante ex-Goiás e Flamengo, atualmente no Qatar SC
  • Souza, volante revelado no Vasco, atualmente no Al-Ahli
Leia mais:  Contrato de trabalho do atleta profissional: entenda mais!

Só que, além do Qatar, ainda há outros países árabes que recebem bem os brasileiros. Jogam na região muitos outros, como Anselmo (Al-Wahda), Caio (Al Ain), Petros (Al Nassr), Romarinho Bruno Univi e Jonas (os três últimos no Al-Ittihad).

Isto ocorre também em função dos treinadores brasileiros, que acabam sendo apreciados por lá também. Assim, Emerson Leão, Paulo Autuori, Sebastião Lazaroni e vários outros já passaram pelo país.

De acordo com relatos que já deram à imprensa, muitas vezes o campeonato local se assemelhava a um Campeonato Brasileiro, em função da quantidade de atletas do país.

Vale ressaltar que, apesar dos nomes, jogar futebol no Qatar (e na região árabe, de forma geral) não é somente para atletas conhecidos. Os países têm abertura para todos, sobretudo porque visam fundamentalmente o crescimento da qualidade do esporte.

Documentos para jogar futebol no Qatar

jogar futebol no Qatar

Os principais clubes do país jogam a chamada Qatar Super League. Isto significa que é com relação a ela que devemos ver os documentos necessários para a entrada no país e quais são as normas vigentes.

Em primeiro lugar, há de se salientar as questões legais e de visto, que você provavelmente precisará de um profissional para acompanhá-lo. Por isso, o fundamental é estar com seu passaporte e ter o tipo de visto adequado.

Com relação às restrições de estrangeiros, jogar futebol no Qatar não é tão difícil. Cada clube da primeira divisão pode registrar até cinco estrangeiros, e entre clubes semiprofissionais ou mesmo amadores isto é ainda mais livre.

Entretanto, é interessante notar os países vizinhos também neste momento. Isto porque a Árabia Saudita, por exemplo, permite a inscrição de até oito jogadores provenientes do exterior – dando, portanto, mais opções.

Leia mais:  Quais os direitos do árbitro de futebol? Entenda!

Conte com ajuda profissional para jogar futebol no Qatar

Jogar futebol no Qatar é uma boa oportunidade, mas não é o procedimento mais simples para se realizar sozinho. Isto se dá em virtude de questões como a língua, a diferença cultural, as legislações distintas, entre outras questões.

Por essa razão, o ideal é que você procure o auxílio de um profissional na hora de buscar atuar na região árabe. Isto vale, inclusive, para outros países próximos (Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, entre outros).

Dessa forma, indico até mesmo que você leia este outro post sobre as vantagens de um advogado esportivo. Nele, explico em maiores detalhes questões como esta.

Nesses casos, aqui na advocacia Maria Pessoa, oferecemos tudo o que você precisa em termos de direito esportivo. Para conhecer mais sobre o serviço, clique aqui e entre em contato!

Também não se esqueça de deixar seu comentário. Afinal, você acha que vale a pena jogar futebol no Qatar ou em outro país árabe? Deixe sua opinião e compartilhe em suas redes sociais!

Você sabe com quantos anos o menor pode assinar um contrato como jogador de futebol? Você sabe quais os direitos trabalhistas que o jogador de futebol possui? Nós, da Advocacia Maria Pessoa estamos à disposição para te auxiliar! Somos um escritório de Advocacia com assessoria jurídica desportiva especializada que conta com profissionais capacitados para as mais diversas demandas. Atuamos na área do Direito Desportivo, Direito Trabalhista, Direito Cível, Direito de Família e Direito Previdenciário. Podemos te auxiliar? Entre em contato conosco e agende sua visita em nosso escritório: (11) 2403-3180, (11) 97053-3654 (Whatsapp), e-mail: maria.pessoa.lima@terra.com.br . Ficaremos honrados em atendê-lo!

You Might Also Like

2 Comments

  • Responder Marcel ross Albuquerque julho 21, 2021 at 7:23 pm

    Eu jogo futebol amador e acredito que tenho muito potêncial, para estrear e vestir a camisa de um time importante.

    • Responder Advocacia Maria Pessoa julho 23, 2021 at 6:00 pm

      Parabéns por acreditar em seu potencial! Procure por um centro de treinamento, e participe de peneiras em clubes e times de futebol, procure se destacar e não desista do seu sonho!

    Leave a Reply