Direito Desportivo

Qual é a alimentação adequada para o jogador de futebol de base?

maio 8, 2019
Tempo de leitura 3 min

Um dos grandes desafios do jogador de futebol é a realização de treinos que exigem o esforço frequente do próprio corpo, sem o uso de outros equipamentos e aparelhos que auxiliem o exercício. Por esse motivo, é muito importante evitar carências nutricionais que possam resultar no desenvolvimento de lesões ou doenças mais sérias.

Tendo em vista que uma alimentação rica em nutrientes contribui com a melhora do desempenho do atleta e que cada organismo possui necessidades específicas, a dieta deve ser ajustada individualmente, favorecendo o equilíbrio e a qualidade exigidas a cada caso.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura e conheça a alimentação adequada a um jogador de futebol de base!

Antes dos treinos

A realização das refeições antes dos treinos estão entre os principais desafios do jogador de futebol, já que precisam ser devidamente programadas e devem ser realizadas até quatro horas antes dos treinos, além de contar com um cardápio rico em carboidratos, com baixa proteína e nenhuma quantidade de gorduras.

No entanto, caso falte tempo para preparar as refeições corretamente, uma boa opção é investir na realização de lanches, que devem ser servidos entre uma e duas horas antes do treino. Aqui, a regra é a mesma: muito carboidrato, pouca proteína e nenhuma gordura.

É importante reforçar também que, independentemente do tipo de refeição, o consumo de água é indispensável em todos os momentos.

Durante os treinos

Tanto nos jogos quanto nos treinos, os jogadores precisam de muita hidratação, que pode ser feita por meio do consumo de água ou de bebidas isotônicas.

Embora a pausa para ingerir líquidos possa representar um dos desafios do jogador de futebol, uma boa estratégia é recorrer aos treinadores e membros da equipe que estão posicionados na lateral do campo e podem fornecer essas bebidas hidratantes.

Powered by Rock Convert

É importante destacar, ainda, que a água é um composto importante para a manutenção do corpo humano, pois realiza uma verdadeira limpeza no organismo. No entanto, por ser eliminada facilmente por meio de suor, urina e fezes, deve ser reposta frequentemente. Recomenda-se mais de 2 litros para cada atleta.

Depois dos treinos

Após o término da partida, os estoques de carboidratos e líquidos devem ser repostos para que o atleta recupere a energia pedida no treino. Portanto, a próxima refeição deve ser rica em carboidratos, minerais e vitaminas que auxiliem na prevenção de lesões, reduzam a fadiga muscular e melhorem o sistema imunológico.

O consumo correto de proteína também pode ser mais um dos desafios do jogador de futebol, mas não pode ser deixado de lado, já que é responsável pela reconstrução dos músculos fadigados pela intensidade dos treinos. Aqui, podemos citar como boas opções de proteína para os atletas:

  • barras de proteína;
  • carne bovina, suína e de frango;
  • ervilhas, feijões, soja e lentilha;
  • leite e derivados — queijo e iogurte;
  • ovos;
  • presuntos e peitos de peru;
  • suplementos proteicos.

Por fim, a importância do acompanhamento da alimentação do atleta vai muito além do um bom desempenho nas partidas de futebol, pois qualquer exagero ou baixa de nutrientes pode interferir na hora do treino ou partida desportiva, prejudicando a saúde do atleta. E, em caso de dúvidas, o jogador deve sempre contar com o apoio de profissionais da saúde.

E você, gostou de conhecer mais sobre os desafios do jogador de futebol para obter uma boa alimentação antes, durante e após os treinos? Tem alguma dúvida ou gostaria de compartilhar a sua opinião? Deixe o seu comentário!

Entre em contato com nosso escritório que daremos todas as informações para sanar suas dúvidas!

(11) 2403-3180
(11) 97053-3654 WHATSAPP

Site Oficial: http://www.advocaciamariapessoa.com.br/index.php

Contato EspecialistaPowered by Rock Convert

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário